Inspeção e Diagnóstico

A gestão dos ativos que integram a rede ferroviária é orientada pela otimização do ciclo de vida e conduzida por critérios de sustentabilidade, tendo permanentemente em vista a disponibilização de uma infraestrutura com elevados níveis de fiabilidade, qualidade e segurança.

O modelo de gestão de ativos assenta no conhecimento do estado da infraestrutura e no desenvolvimento da capacidade inspetiva.

A aposta da IP passa pela adequada dotação de recursos humanos, em quantidade e em competências, assim como, em equipamentos tecnologicamente avançados, internos ou contratados, que permitam que a empresa detenha um conhecimento rigoroso do estado da infraestrutura e capacidade de diagnóstico, procurando simultaneamente a autonomia e a capacidade de atuação.

Os grupos de ativos com maior criticidade são alvo de campanhas de inspeção com periodicidade estabelecida em documentação técnica própria, nomeadamente e no caso da rede ferroviária a inspeção à geometria de via-férrea e auscultação ultrassónica do carril, aos aparelhos de mudança de via, inspeção à geometria de catenária e as obras de arte (pontes e túneis).

 

Based on inspection requirements, asset management tools are developed which allow the impact of short-term economic decisions to be known, with respect to cost-performance-long-term risk, through:

(a) Methodologies to ascertain the state of assets, level of use they are subject to and current point in life cycle;

(b) Differentiated management models in accordance with the level of service, or availability for operation, for which performance must correspond;

(c) Identification of real intervention needs depending on required levels of service and the most suitable work to be carried out, point in the life cycle of the asset and the respective impact on its performance;

(d) Identification of risks associated with decisions to not carry out required work at the right time;

(e) Planning, based on a 20-year time frame, analysing cost scenarios gauging the corresponding risk and performance, as well as the resulting renovation liability.

The results obtained by current management systems at the company lead to preventive instead of reactive actions, where the latter are characterized as by greater risk, greater disruption to networks as well as higher investment.

Terceiro Conteudo

Geometria de Via-férrea e Auscultação Ultrassónica de Carril

A atividade de inspeção principal de via considera dados obtidos a partir dos sistemas de inspeção instalados no veículo “EM120”. Estes dados são complementados com outros, obtidos com equipamentos ligeiros, como o “KRAB” nas situações em que não se pode ou não se justifica recorrer ao “EM120”, das quais são exemplo a inspeção a linhas de via estreita ou a pequenos troços isolados de via larga da RFN.

Em termos de campanhas de inspeção realizam-se duas campanhas semestrais a toda a RFN em exploração (campanhas à rede geral), alternadas com duas outras, também de frequência semestral, designadas por campanhas intercalares. Desta forma, a RFN abrangida pelas campanhas intercalares tem periodicidade de inspeção trimestral.

Integrada na inspeção principal de via é normalmente assegurada, com periodicidade anual, uma campanha de auscultação ultrassónica de carril, em contínuo e com recurso a veículo pesado, em parte significativa das linhas gerais de via larga, que constituem a RFN em exploração.

  • GEO 3

Aparelhos de Via

A Inspeção Principal base a Aparelhos de Via (AV) consiste na avaliação detalhada da condição geral e estado dos seus componentes constituintes. Das visitas periódicas fazem parte um conjunto de verificações dimensionais a uma vasta variedade de parâmetros de salvaguarda e funcionais que, por confronto com as tolerâncias admissíveis preconizadas em normativo técnico e boas práticas de manutenção, permitem garantir a segurança das circulações e o bom funcionamento operacional dos equipamentos.

Para além dos instrumentos metrológicos e ferramentas de uso mais comum as equipas de Inspeção Principal dispõem atualmente de equipamentos de medição de bitola, escala e cotas trolley de inspeção em contínuo de geometria de via e um equipamento laser portátil de medição de perfis transversais de carril e peças nobres.

O roteiro de inspeção tem periodicidades semestrais, anuais e bienais consoante o local da Rede Ferroviária Nacional e velocidade, resultando na realização média de aproximadamente 4500 inspeções por ano.

  • AV2
  • AV3
  • AV1

Catenária

A atividade de inspeção principal de catenária considera dados obtidos em contínuo a partir dos sistemas de inspeção instalados no veículo "EM120". Estes dados são complementados com outros, obtidos de forma pontual, com equipamentos ligeiros, como o MEDCAT.​​​​​

Obras de Arte

A Infraestruturas de Portugal é atualmente a principal empresa na área da engenharia em Portugal constituindo-se com uma referência também a nível internacional no domínio da gestão e inspeção de Obras de Arte.

A periodicidade de realização das inspeções principais está associada às necessidades de vigilância das Obras de Arte. Consoante a periodicidade estabelecida, assim são programadas e realizadas as campanhas anuais de inspeções. As Inspeções Principais na rede ferroviária estão associadas preferencialmente a percursos e especificamente a linhas e ramais.

A Infraestruturas de Portugal tem consolidada uma equipa interna de Inspeções Subaquáticas, atividade que compreende o mergulho para observação, registo videográfico e levantamento das anomalias da parte submersa, bem como a realização de levantamentos topo-batimétricos, para obter as cotas do fundo do leito e a topografia das margens.

Como ferramenta de suporte à gestão, a IP detém um Sistema de Gestão de Obras de Arte (SGOA), essencial para o conhecimento pormenorizado e permanente das Obras de Arte e sua condição estrutural. O SGOA incorpora um vasto conjunto de informação recolhida através das atividades periódicas de inspeção, permitindo a deteção antecipada das necessidades de intervenção e a atempada resposta no reforço e reabilitação das Obras de Arte.

Esta metodologia de gestão, aliada à vasta experiência e conhecimento técnico das equipas da empresa, tem permitido garantir uma contínua melhoria do estado de conservação do parque de Obras de Arte da IP.

  • Obras de Arte
  • Inspeção Obras de Artes com cordoas
  • Inspeção Obras de Artes com cordas