EN14 - Maia (Nó Jumbo) / Interface Rodoferroviario da Trofa – 2ª Fase - Via Diagonal / Interface Rodoferroviario da Trofa
PNI
Localização
Concelhos de Vila Nova de Famalicão, Trofa e Maia, distritos de Braga e Porto.
Extensão
• A extensão é de 10,0 Km.

Âmbito da Intervenção

A EN14 entre a Maia, Via Diagonal, e o Interface Rodoferroviário da Trofa configura a segunda das duas fases de construção do lanço da Variante à EN14 entre Maia e Trofa.

O lanço entre Maia e Trofa apresenta uma extensão total de 11,7 km, e a presente empreitada diz respeito ao Trecho 2, com cerca de 10 km, entre Maia (Via Diagonal) e Trofa (Interface Rodoferroviário).

O traçado em apreço apresenta uma extensão total de 10 km, um perfil transversal tipo 1x1 vias (1.5 + 7.0 + 1.5), iniciando-se no Nó com a Via Diagonal, construído na 1ª fase, e termina na Rotunda do Interface Rodoferroviário da Trofa (existente).

As três ligações à rede local previstas são:

  • Interseção 4.1, com a EN318 nas proximidades das Zonas Industriais do Soeiro e da Carriça;

  • Interseção 8.1, com a atual EN14 na localidade de Lantemil;

  • Interseção 11.1, na rotunda existente, e irá permitir a ligação da Variante à EN14 ao Interface Rodoferroviário da Trofa e futura continuidade para Norte.

No que respeita a Obras de Arte correntes, serão construídas duas quatro Passagens Superiores e duas Passagens Agrícolas.

Quanto a Obras de Arte especiais serão construídos quatro viadutos e uma ponte, o Viaduto sobre a Ribeira do Arquinho (374 m), o Viaduto de Vilares (264 m) o Viaduto das Covas (180 m), a Ponte sobre o Rio Trofa (750 m) e o Viaduto sobre o Vale de S. Roque (472 m).

Serão também construídos sete restabelecimentos de vias municipais, preconizando-se, na maioria dos casos, a melhoria das suas características, nomeadamente em termos de perfil transversal.

Os Nós, e respetivas rotundas associadas, serão dotados de iluminação.

A execução da empreitada interfere com redes de infraestruturas existentes, nomeadamente de drenagem de residuais, abastecimento de água, eletricidade e iluminação pública, telecomunicações e gás.

Benefícios

  • Aproximar a Indústria e Tecnologia localizadas nos concelhos da Maia, Trofa e Vila Nova de Famalicão dos eixos que constituem a malha fundamental para o transporte de pessoas e mercadorias, nomeadamente as Autoestradas A3, A4, A41 e A28, tendo também como foco o Aeroporto e a zona de influência do Porto de Leixões.

  • Solucionar os problemas de fluidez de tráfego e melhorar as condições de segurança rodoviária.