Corredores Complementares

Intervenções

Linha do Oeste

  • Meleças - Caldas da Rainha
  • Verride – Marujal (Ramal de Alfarelos) + Estação do Louriçal

 

Linha de Cascais 

 

Linha do Douro

  • Caíde - Marco de Canaveses
  • Marco de Canaveses - Régua

 

Linha do Algarve

  • Lagos-Tunes
  • Tunes- Faro 
  • Faro-Vila Real de Santo António

Localização geral

Linha do Oeste

  • Modernização, incluindo a eletrificação, construção de subestação de tração elétrica, reabilitação dos túneis ferroviários e intervenção nos sistemas de sinalização e telecomunicações;
  • Criação de dois desvios (construção de via dupla para permitir a ultrapassagem/cruzamento de comboios sem redução de velocidade, entre Mira Sintra-Meleças e Pedra Furada e entre Malveira e a entrada do Túnel da Sapataria) e nova variante, de dois quilómetros, ao traçado existente, na zona do Outeiro;
  • Supressão, por via de construção de passagens desniveladas, e reclassificação pontual de passagens de nível;
  • Remodelação pontual de plataformas de passageiros em estações e apeadeiros, para melhoria das condições de segurança e acesso dos utentes.

 

Linha de Cascais

  • Construção de subestação de tração em Sete Rios para migração do sistema de eletrificação dos atuais 1.500 V DC para 25 kV-50Hz AC, instalação de feeder e implementação de um sistema de Retorno de Corrente de Tração, Terras e Proteções (RCT+TP). Para acesso rodoviário à subestação será construída uma passagem desnivelada à Linha de Cintura;
  • Implementação de um novo sistema de sinalização e de um sistema de controlo ETCS (European Train Control System) com Nível 2, que permitirão alcançar os níveis mais elevados de segurança e disponibilidade de canal ferroviário, integrando a sinalização dos atravessamentos existentes (ATV e passagens de nível), telecomandado a partir do Centro de Comando Operacional (CCO) de Lisboa;
  • Instalação de sistemas de telemática ferroviária e GSM-R (Global System for Mobile Communications – Rail);
  • Alteração de layouts em Algés, Oeiras, S. Pedro do Estoril e Cascais, implementação de diagonais para otimizar a circulação em contravia em Santos, Belém e Santo Amaro, e construção do acesso nascente ao Parque de Material de Carcavelos;
  • Melhoria das condições de acesso, utilização e informação ao público nas estações e apeadeiros, elevando os padrões de segurança e tornando a infraestrutura mais inclusiva sem limitações ou condicionantes físicas.

 

Linha do Douro

  • Introdução de sinalização eletrónica, de forma a assegurar a tração elétrica do serviço regional e urbano;
  • Aumentar a segurança e flexibilidade da exploração.

 

Linha do Algarve

  • Eletrificação e trabalhos complementares que garantem as condições para eletrificação nos troços entre Faro e Vila Real de Santo António e entre Tunes e Lagos de modo a permitir a utilização de tração elétrica pelos serviços regionais entre Lagos e Vila Real de Santo António;       
  • Ampliação da subestação de tração elétrica de Tunes e Construção de nova subestação de tração elétrica em Olhão bem como o ramal de alimentação elétrica desta última;
  • Instalação da alimentação de socorro aos sistemas de sinalização e telecomunicações existentes;
  • Trabalhos associados aos sistemas de telecomunicações ferroviárias (Suportes Físicos de Transmissão, Sistemas de Alimentação, Rede de Suporte à Exploração, Supervisão Técnica de Infraestruturas, Rede Telefónica de Exploração Fixa, Sistema de Informação ao Público, Videomonitorização, Sistemas de Controlo de Acessos e Telecomando de Energia e construção de infraestruturas de caminhos de cabos para os sistemas de telecomunicações e RCT+TP).