Residências para estudantes na Estação ferroviária de Cuba

2020-02-12

No dia 11 de fevereiro, o Presidente do Conselho de Administração da IP Património, Carlos Fernandes, assinou um Contrato de subconcessão de um imóvel constituído por sete fogos habitacionais junto da Estação Ferroviária de Cuba com a Câmara Municipal da edilidade.

Esta subconcessão de uso privativo destina-se à requalificação do edificado para instalação de uma residência para estudantes, especificamente para alunos oriundos de países de língua portuguesa, durante o período em que frequentarem o Centro de Estudos e Formação Profissional Diogo Dias Melgaz, Escola de Ensino Profissional Nível III.

O edificado ocupa uma área total de 225 m2 e está situado ao Km 137+053 da Linha do Alentejo, prevendo o projeto a adaptação das antigas sete casas de ferroviários para a instalação de seis fogos habitacionais, num total de 12 quartos, que poderão albergar até 24 estudantes.

A formalização deste Contrato de Subconcessão com o município de Cuba decorreu alguns dias após a assinatura de um Protocolo entre a Infraestruturas de Portugal, o ISCTE e a Universidade Nova de Lisboa, para a criação de residências para estudantes universitários em zonas próximas de estações ferroviárias.