Ramal de Tomar - Reabilitação de Via

2019-07-01

Foi consignada a empreitada de reabilitação de via entre os km 2,156 e 6,274 do Ramal de Tomar.

A obra, com um prazo de execução de 180 dias de calendário, foi adjudicada à empresa Fergrupo-Construções e Técnicas Ferroviárias, S.A. por 1.649.926,65 euros, a que acresce o custo dos materiais fornecidos pela IP, de cerca de 750 mil euros, o que representa no global um investimento de dois milhões e 400 mil euros.

Esta intervenção traduz a primeira fase do projeto integrado de renovação de via do Ramal de Tomar, que visa reabilitar a via-férrea num troço onde os materiais que a compõem se encontram no fim de ciclo de vida útil, situação particularmente relevante por se tratar de um traçado em curva, onde os esforços laterais na via não são negligenciáveis.

Pretende-se com a intervenção inverter o atual quadro e alcançar os seguintes objetivos estratégicos:

  • Melhoria dos níveis de segurança, qualidade, fiabilidade e disponibilidade da infraestrutura;
  • Melhoria dos níveis de conforto e comodidade para os passageiros;
  • Cumprimento dos níveis de serviço acordados com os operadores ferroviários;
  • Redução dos custos de manutenção

A obra contemplará, entre outros, os seguintes trabalhos:

  • Substituição integral das travessas de madeira por travessas de betão bibloco;
  • Substituição de carril em barra curta por carril em barra longa soldada;
  • Desguarnecimento, rebalastragem e ataque mecânico pesado;
  • Beneficiação do sistema de drenagem em toda a extensão do troço.
  • A gestão, coordenação e fiscalização dos trabalhos da empreitada será assegurada por meios internos da IP, tendo o projeto de execução sido desenvolvido pela IP Engenharia.

O Ramal de Tomar é uma ligação ferroviária de via única eletrificada com 14,755 metros de extensão que assegura a interligação entre a cidade de Tomar com a Linha do Norte, na Estação da Lamarosa.

Foi inaugurado em setembro de 1928 com a denominação de Caminho de Ferro de Lamarosa a Tomar.