Proteção Civil portuguesa avaliada por outros Estados Membros

2019-10-04

Realizou-se em Portugal, em setembro, uma missão do Programa de Avaliação por Pares (Peer-Review), no âmbito do Mecanismo de Proteção Civil da União Europeia.

Esta missão contou com a participação de uma dezena de peritos de outros Estados-Membros, cujo objetivo era avaliar os dispositivos de Proteção Civil nacionais em todo o ciclo da prevenção: preparação e gestão do risco em situações de incêndios rurais, sismos, tsunamis ou acidentes com matérias perigosas, e, para uma garantia de eficácia, avaliar o processo de comunicação e articulação entre os organismos da Proteção Civil e outras entidades, como por exemplo a Infraestruturas de Portugal.

A Ação pretendeu facilitar a troca de informação de boas práticas, fortalecer o conhecimento mútuo e providenciar recomendações para a melhoria contínua dos respetivos Sistemas.
Ao longo de 12 dias decorreram visitas e demonstrações em cinco distritos do país, que incluíram três dezenas de sessões e envolveram mais de 50 entidades.

O grupo desta missão em Portugal foi composto por Nicholas Paris, do Chipre, Oliver Nestler, da Alemanha, Vittorio Bosi, de Itália, e por Sofía González, de Espanha, que foram acompanhados por João Almeida da Silva e Gaetano Vivo, representantes da DG ECHO (Direcção-Geral das Operações Europeias de Proteção Civil e Ajuda Humanitária – Comissão Europeia), por Charles Baubion, representante da OCDE - Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico, e por dois membros da equipa de apoio, Claudia Berchtold e Willem Bloem.

Luísa Garcia, Diretora de Segurança da IP, participou no painel “Resiliência nas Infraestruturas”, onde abordou a gestão das infraestruturas ferroviária e rodoviária e respetivas resiliências, quer na perspetiva dos riscos a que se encontram expostas, quer na sua interligação com outros modos/sistemas de transporte e mobilidade.