Modernização da Linha do Alentejo

2021-05-10

Foram publicados em Diário da República dois concursos públicos para o desenvolvimento de Estudos e Projetos para a Modernização da Linha do Alentejo, integrados no Plano Nacional de Investimentos - PNI2030.

No âmbito destes dois concursos será desenvolvido o projeto de Modernização do troço entre Casa Branca - Beja, o estudo da execução de uma Ligação Ferroviária ao Aeroporto de Beja e a elaboração do projeto de duplicação e modernização do troço Poceirão – Bombel.

No troço Casa Branca – Beja será assegurada a circulação de comboios de tração elétrica e instalados sistemas de sinalização, controlo, comando e telecomunicações. 

Será também efetuado um estudo de viabilidade técnico financeira para a criação de uma ligação ferroviária ao Aeroporto de Beja.

O Projeto de modernização do Troço Poceirão-Bombel prevê a duplicação da via, a colocação de um novo sistema de catenária, sistemas de sinalização, controlo, comando e telecomunicações, contemplando ainda a intervenção na Bifurcação de Águas de Moura Sul. 

Os investimentos a executar visam potenciar a competitividade do setor ferroviário, a nível internacional, no eixo Lisboa-Madrid, bem como, a nível regional, entre as regiões do Alentejo e Lisboa e Vale do Tejo.

 

A Modernização da Linha do Alentejo prevê:

  • A beneficiação do serviço de transporte ferroviário de passageiros, com a redução dos tempos de viagem através do aumento da velocidade comercial;
  • O aumento das condições de segurança, conforto, acessibilidade e informação, com intervenções em Estações e Apeadeiros, em particular com a criação de locais de atravessamento desnivelados, construção de novas plataformas de embarque e colocação de sistemas automatizados de informação ao público;
  • O reforço da capacidade de operação, disponibilidade e segurança da infraestrutura, com a instalação de novos sistemas de sinalização eletrónica de acordo com o standard europeu (ETCS);
  • A melhoria da competitividade do transporte ferroviário de mercadorias, permitindo a circulação de comboios de até 750 metros de extensão, aumentando a capacidade e reduzindo o custo para as empresas.

Os concursos, que estão agora em fase de receção de propostas, podem ser consultados online através dos seguintes links: