Modernização da ligação ferroviária entre Sines e a Linha do Sul

2020-06-30

A Infraestruturas de Portugal lançou,no dia 29 de junho de 2020, o concurso da Empreitada de Modernização da Ligação Ferroviária entre Sines e a Linha do Sul . Esta empreitada, que integra o Corredor Internacional Sul, tem um prazo de execução de 720 dias e um valor base de 33,6 milhões de euros, investimento este previsto no âmbito do programa de requalificação e modernização da Rede Ferroviária Nacional - Ferrovia 2020.

A empreitada consiste na modernização do atual canal ferroviário da Linha de Sines, troço entre Ermidas do Sado e Sines, englobando, genericamente, trabalhos de via férrea; terraplenagem; drenagem; obras de arte correntes – passagens superiores e passagens inferiores; restabelecimentos; construção de uma nova estação técnica e modernização de estações existentes; instalações fixas de tração elétrica; infraestruturas de base para sinalização e telecomunicações; RCT+TP; serviços afetados; medidas de minimização.

No âmbito da presente empreitada está prevista a substituição integral da superestrutura de via com utilização de travessas monobloco polivalentes em betão e carril 60 E1, uma nova estação técnica ao km 141 e a alteração do layout da estação de São Bartolomeu da Serra por forma a assegurar o cruzamento de comboios de 750 metros de comprimento e a otimização das condições de exploração. 

Prevê-se igualmente, no âmbito da presente empreitada, a supressão das passagens de nível da Abela (Estrada N390) e da Subestação de Santiago do Cacém (Estrada N121), aos km 143,904 e 153,022, respetivamente, com a construção de obras de arte correntes e restabelecimentos. 

A Empreitada de Modernização da Ligação Ferroviária entre Sines e a Linha do Sul visa eliminar um constrangimento da Rede Ferroviária Nacional que permitirá incrementar a capacidade e melhorar a ligação ferroviária entre o Porto de Sines, as plataformas logísticas e a Europa, de modo a viabilizar um transporte ferroviário de mercadorias mais eficiente e competitivo.

Na mesma data foi igualmente publicado o concurso para a contratação dos serviços de Fiscalização, Coordenação de Segurança em Obra e Gestão Técnica das Empreitadas de Modernização da Ligação Ferroviária entre Sines e a Linha do Sul, no valor de 6 milhões de euros. Trata-se de uma contratação complementar para a realização de serviços de acompanhamento, imprescindíveis para garantir a boa execução dos trabalhos desenvolvidos na empreitada de Modernização.

O projeto global da “Ligação ferroviária Sines-Elvas”, inserida no Corredor Atlântico das Redes Transeuropeias de Transportes (TEN-T), tem por objetivo modernizar a infraestrutura ferroviária existente e, após a construção do troço Évora Elvas, estabelecer uma ligação direta entre Sines e Badajoz em oposição ao trajeto atual.

Os investimentos para a Modernização da Ligação Ferroviária entre Sines e a Linha do Sul integram a Ação 2016-PT-TMC-0059-M - Ligação Ferroviária Sines/Elvas (Espanha): Troço Évora-Caia, aprovada ao abrigo do Programa CEF (Mecanismo Interligar a Europa) com uma taxa de cofinanciamento de 85%.
 

A presente publicação é da exclusiva responsabilidade do autor. A União Europeia não se responsabiliza pela eventual utilização das informações nela contidas.

 

Mais informação sobre o Corredor internacional Sul