IP lança APP para registo de atropelamentos de animais

2019-08-12

 A Infraestruturas de Portugal, em parceria com a Universidade de Évora, lançou uma aplicação móvel para registo de atropelamentos de animais, no âmbito do projeto LIFE LINES.

 
Na qualidade de empresa gestora de uma rede de estradas com cerca de 14 000km, a IP assumiu a responsabilidade de executar uma série de ações com vista ao cumprimento dos objetivos do projeto, nomeadamente a minimização do efeito barreira causado pelas estradas assim como a mortalidade da fauna. Estas ações visam também aumentar os níveis de segurança rodoviária permitindo a redução da interação entre animais e utilizadores das vias.
 
A aplicação está disponível gratuitamente em 'Life Lines' no Google Play para sistema Android em todo o território de Portugal Continental. Após fazer o download e o registo, o utilizador poderá inserir as ocorrências que observar, identificando o animal e adicionar uma fotografia. 
 
A recolha das informações recolhidas pela APP é validada por especialistas para complementar os dados das entidades envolvidas (IP e Universidades), por forma a determinar as zonas prioritárias para intervenção.
 
 
O projeto LIFE LINES é cofinanciado pelo Programa LIFE, um programa da União Europeia que apoia projetos de conservação ambiental e da natureza. É coordenado pela Universidade de Évora e integra vários parceiros, nomeadamente a IP, as Câmaras Municipais de Montemor-o-Novo e de Évora, a Universidade de Aveiro e a Universidade do Porto, a MARCA e a Quercus.
 
O projeto decorre na região do Alentejo Central, e tem como principal objetivo ensaiar e avaliar medidas para minimizar os efeitos negativos das infraestruturas lineares na fauna e promover a criação, ao longo das mesmas, de habitats para abrigo e alimentação dos animais.
 
Neste projeto, foram desenvolvidos projetos-piloto e soluções inovadoras que visam alguns dos grupos mais sensíveis a este fator de mortalidade, como as corujas, os anfíbios e os mamíferos carnívoros. No caso das corujas, as soluções incluíram a colocação de barreiras de rede e de barreiras de vegetação arbustiva para as forçar a voarem mais alto e assim evitarem a colisão com os veículos, bem como a colocação de refletores específicos para refletirem a luz dos faróis na direção das áreas exteriores à via, de forma a alertar as aves de forma mais eficiente.
 
No caso dos animais terrestres, a IP adaptou passagens hidráulicas e colocou vedações para encaminhamento dos animais para as mesmas, implementou barreiras que evitam que os anfíbios se desloquem para a estrada e que os encaminham para passagens hidráulicas adaptadas e implementou um novo sinal rodoviário para avisar os condutores, que estão num troço com grande risco de atropelamento de anfíbios. 

Ficheiro Life Lines