Estação de Santarém classificada como Monumento de Interesse Público

A Estação Ferroviária de Santarém e o edifício da Cocheira de Carruagens, onde hoje está instalado o Núcleo Museológico de Santarém do Museu Nacional Ferroviário, inaugurados em 1927, foram classificados como Monumento de Interesse Público, de acordo com a Portaria n.º 265/2013, publicada em Diário da República, no passado dia 10 de maio.

[[{"fid":"603","view_mode":"wysiwyg","fields":{"format":"wysiwyg","field_text_file_title[und][0][value]":"foto15","filename_field[pt-pt][0][value]":"foto15","field_file_image_alt_text[und][0][value]":"foto15","field_file_image_title_text[und][0][value]":"foto15"},"type":"media","attributes":{"title":"foto15","class":"colorbox media-element file-wysiwyg"}}]]

O diploma refere que a classificação do amplo edifício, de raiz oitocentista, teve por base critérios como o "seu interesse como testemunho notável de vivências ou factos históricos, ao seu valor estético, técnico e material intrínseco, à sua conceção arquitetónica e urbanística e à sua extensão e ao que nela se reflete do ponto de vista da memória coletiva".

O projeto de remodelação do edifício foi assinado pelo engenheiro e arquiteto Perfeito de Magalhães, dando resposta a novas exigências de transporte e acomodação de passageiros e mercadorias, o que implicou igualmente opções de natureza estética, que ultrapassaram o domínio da funcionalidade, transformando a estação numa das mais interessantes da região.