“A Espia” nas Estações de São Bento e Santa Apolónia

2020-03-31

A Infraestruturas de Portugal apoia a produção televisiva nacional, tendo disponibilizado as estações de São Bento e Santa Apolónia, para as filmagens da série “A Espia”.
Trata-se de uma série sobre a vida dos espiões na Segunda Guerra Mundial em Portugal exibida todas as quartas-feiras, às 21h30 na RTP1. 

Um bom motivo para que fique em casa. Por si. Por todos!

#fiqueemcasa

 

 

Sobre a série “A Espia”

Durante a Segunda Guerra Mundial operaram em Portugal diversas redes de espionagem. A ESPIA acompanha uma dessas redes, a rede Shell, liderada pelos britânicos, em Portugal entre 1941 e 1942, e que previa um plano de destruição de lugares-chave do país e de contraespionagem no caso de o País ser invadido pelos Alemães. A Produtora inspirou-se na rede Shell e em parte dos seus operacionais para criar duas espias: Maria João e Rose Lwason – Daniela Ruah e Maria João Bastos.

As protagonistas estão no centro de um tabuleiro de xadrez diplomático cujas jogadas são efetuadas em festas luxuosas, partidas de golfe, sabotagens, casinos, mensagens em código e assassinatos.

Para além das figuras femininas deste mundo misterioso, a série retrata também alemães e ingleses que lutam pelos seus interesses nacionais na vida noturna lisboeta e membros da Polícia de Vigilância e Defesa do Estado (PVDE) e da Legião Portuguesa que tentam manter a neutralidade do país e a sua sobrevivência, num dos maiores conflitos mundiais que a Humanidade já testemunhou.

Filmada entre maio e julho de 2019, em Lisboa, Porto, Curia, Tomar, Figueira da Foz e Santiago de Compostela, a série foi escrita por Pablo Iraola, Raquel Palermo, Cláudia Clemente, Martim Baginha Cardoso, Pandora daCunha Telles e Snir Wein, a partir de uma ideia de Pandora da Cunha Telles, desenvolvida inicialmente por Rui Cardoso Martins e José de Pina. Com produção da UKBAR Filmes e realização de Jorge Paixão da Costa.