Esclarecimento 

2019-11-19

Relativamente à notícia publicada na edição de hoje, dia 19 de novembro, do JN com o título “Governo suspende 18 obras na ferrovia do Norte e Centro” a Infraestruturas de Portugal esclarece que não há qualquer suspensão ou cancelamento, ao contrário do que afirma o jornal, e que todos os investimentos previstos executar no âmbito do Ferrovia 2020 estão em desenvolvimento e serão concretizados. 

Apesar de alguns atrasos verificados e já esclarecidos publicamente, a IP está a realizar todos os esforços no sentido de concretizar este que é o maior plano de investimentos das ultimas décadas na modernização da Rede Ferroviária Nacional.

Acresce ainda o seguinte esclarecimento quanto ao atual ponto de situação das seguintes:

  • Modernização da Linha do Douro entre Marco de Canaveses e  Régua – Não existe qualquer cancelamento da empreitada. As dificuldades técnicas evidenciadas pelo consórcio projetista obrigaram à revogação do contrato. A IP está atualmente a concluir a contratação de um novo consórcio projetista.
  • Renovação Integral de Via (RIV) entre Válega e Espinho - Não se encontra cancelada. Decorre atualmente a fase de elaboração do projeto de execução, prevendo-se o lançamento do concurso de empreitada ocorra em de 2020. Tem conclusão prevista até 2023.
  • Linha de Sines – Estas intervenções estão incluídas num empreendimento global que envolve a realização de obras do Corredor Internacional Sul. O Projeto de execução relativo à Modernização da Linha de Sines encontra-se atualmente em fase de revisão por parte da Direção de Engenharia da IP.
  • Eletrificação da Linha do Algarve - Contrariamente ao que inicialmente tinha sido previsto, os projetos de eletrificação da Linha do Algarve, nos troços Faro-Vila Real de Santo António (VRSA) e Tunes-Lagos terão de ser sujeitos a processos de Avaliação de Impacte Ambiental (AIA). Estima-se que estes processos de AIA tenham a duração de cerca de 7 meses, incluindo Consulta Pública, situação que tem implicações nas datas de lançamento dos concursos de empreitada. O Estudo de Impacte Ambiental (EIA) para o troço Faro-VRSA foi entregue na APA em julho de 2019 e relativamente ao troço Tunes-Lagos, a IP prevê dar início ao processo de AIA ainda este mês.