Leituras encenadas na Sala do Rei, na Estação ferroviária do Rossio - Parceria com o Teatro Nacional D. Maria II

-

No âmbito da parceria estabelecida entre a Infraestruturas de Portugal e o Teatro Nacional D. Maria II, a Sala do Rei, na Estação do Rossio, acolhe a 15 e 16 de setembro ‘Leituras Encenadas’, com entrada livre, integradas na programação da iniciativa ‘Entrada Livre’, que tem como objetivo promover a temporada 2018/2019 e trazer ao teatro públicos que habitualmente não o frequentam. Esta iniciativa integra-se no programa Lisboa na Rua, dinamizado pela EGEAC.

Para assistir às Leituras encenadas que se realizarão na Sala do Rei os colaboradores e o público em geral poderão levantar previamente os ingressos na bilheteira do Teatro Nacional D. Maria II.

“Um Teatro para todos não se faz sem que todos venham ao Teatro. Por isso, a nova temporada do Teatro D. Maria II volta a abrir com dois dias de Entrada Livre: espetáculos para todas as idades, concertos, leituras, lançamentos de livros, exposições e a Feira do Livro de Teatro, são alguns dos pretextos para vir ao Rossio.

As Leituras encenadas partem dos novíssimos textos criados ao longo da temporada anterior, no Laboratório de Escrita para Teatro do D. Maria II, coordenado por Rui Pina Coelho.”

in Teatro Nacional D. Maria II > Calendário

ANTES QUE ELA SE APAGUE

15 setembro | 17h30 - Sala do Rei | Estação ferroviária do Rossio

Antes que ela se apague

“Como escrever uma história que se traz na cabeça? Como não perder a memória? Como registar no presente antes que se apague? Uma autora convoca os seus génios, um homem e uma mulher, que a ajudarão a lembrar-se da história de um casal e de uma casa recheada com a vida dos antigos proprietários. Ele e ela terão de lidar com as memórias que ainda habitam naquele lugar, mas ninguém quis guardar. Entre a descoberta do passado dos antigos proprietários e as discussões sobre o rumo a dar ao recheio da casa e às suas próprias vidas, este casal tenta reencontrar a razão do seu amor e reafirmar a sua própria sobrevivência. Inspirada no tríptico de Hieronymus Bosch, O Jardim das Delícias Terrenas, a autora constrói e destrói tudo, antes que ela se apague.”
Texto: Mirró Pereira | Encenação: Sara Carinhas

Informação adicional aqui.

PODE SER QUE UM DIA

16 Setembro | 17h00 - Sala do Rei | Estação ferroviária do Rossio

Pode ser que um dia

“Num espaço indeterminado, entre lugares, entre vidas, constrói-se uma cidade, jogando com a memória, dispondo vivências e imaginações. Esta peça é um exercício de criação de uma terceira cidade. Onde caminhar é o ponto de partida. Onde a deambulação, sem pressas nem metas, é a reação a um tempo instável e fugaz. Em cena, temos o errante que insiste em procurar ao mesmo tempo que constrói. Pode ser que um dia ele possa ser, ter, querer aquilo que não sabe ainda. Pode ser que um dia possamos ser, ter, querer aquilo que não sabemos ainda.”
Texto: Maria da Paz Carvalho | Encenação: Sara Carinhas

Informação adicional aqui.